15/07/2017

Assembleia festiva marca aniversário de 62 anos de Os Independentes

Além das comemorações do aniversário de fundação e assuntos pertinentes da organização da Festa de 2017, evento contará com a inauguração do Centro Odontológico dentro do Parque do Peão

Créditos: Divulgação

Arquibancadas do Recinto Paulo de Lima Correa foram tomadas pelo público durante Festa do Peão de Barretos, em 1982

Há mais de seis décadas um grupo de 20 amigos de Barretos decidiu criar um clube para promover festas para o aniversário da cidade e gerar renda para entidades beneficentes. Desgarrados da dependência financeira dos pais, no dia 15 de julho de 1955, os jovens solteiros chegaram a um consenso durante uma conversa de bar. Surgia assim o grupo Os Independentes, mais tarde conhecido como organizador da Festa do Peão de Barretos, maior evento do gênero da América Latina.


No próximo sábado, a entidade comemora seus 62 anos contando uma história de transformação, conquistas e sucessos alcançados dentro de suas propostas. A Assembleia Ordinária do mês julho marcará as comemorações da data. A reunião acontecerá às 10 horas, no Rancho CMT, no Parque do Peão. Na celebração é aguardada a participação de cinco fundadores da Associação/Festa: Antônio Renato Prata (que também foi o primeiro presidente), Paulo Pereira, Rubens Bernardes de Oliveira, Horácio Tavares de Azevedo, Orlando Araújo e José Brandão Tupynambá (fundador da Festa). No mesmo dia haverá a inauguração do Centro Odontológico do Parque do Peão.


A história do rodeio está diretamente relacionada com as comitivas que passavam por Barretos. Na metade do século 20, o município era parada de grupos que levavam boiadas do Mato Grosso, Minas Gerais e Goiás até um frigorífico local. O prefeito Mário Vieira Marcondes decidiu organizar em 1947 um rodeio, somente com montarias em cavalo – disputa comum entre peões na época – em um picadeiro montado no Recinto Paulo de Lima Correa.


O sucesso daquela iniciativa inspirou o grupo Os Independentes a realizar oficialmente em 1956, a primeira Festa do Peão de Boiadeiro, em dois dias – 25 e 26 de agosto (dentro do aniversário de Barretos – 25 de agosto). Além das montarias em cavalo, o evento contou com apresentações de duplas sertanejas e o concurso da Queima do Alho – disputa da comitiva que preparava a melhor refeição tropeira em menor tempo.


Com o passar dos anos, a Festa ganhou notoriedade pelo país com a presença de artistas, autoridades governamentais e cobertura da imprensa. A programação se expandiu para cinco dias e a cidade passou atrair público de todo o Brasil. “Mesmo jovens, tínhamos uma noção exata de que queríamos exercer uma determinada força na sociedade e relacionar a figura do peão de boiadeiro. Começamos a realizar a Festa com caráter filantrópico, onde ajudávamos instituições carentes da cidade”, recordou um dos fundadores, Horácio Tavares de Azevedo. “Nunca pensávamos que a Festa um dia tomaria essa proporção. Isso nos emociona muito, e nos deixa orgulhosos por fazer parte dessa história.”


Para atender ao número crescente de visitantes, em 1984, Mussa Calil Neto (presidente da Associação na época) decidiu transferir a Festa para uma propriedade de 40 alqueires – fora da cidade e adquirido anos antes pelo grupo – que hoje abriga o Parque do Peão.


Em 1985 acontecia a primeira Festa do Peão fora do Recinto Paulo de Lima Correa. “Houve uma resistência muito grande, me chamaram de louco, disseram que eu ia acabar com a tradição da Festa. Mas o tempo mostrou que foi a decisão correta diante da proporção de crescimento que tomou”, apontou. No primeiro ano da Festa no novo local, o evento atingiu público recorde de 66 mil pessoas no domingo.


Sucessivamente, com o passar dos anos, o Parque do Peão ganhou diversas construções e melhorias para receber o público não apenas durante o evento de rodeio, como também, ponto turístico no ano. O complexo passou a ter dimensões maiores e teve sua área duplicada para mais de 80 alqueires. A Festa por si só atingiu números extravagantes. A cada edição, por exemplo, o evento chega a receber público de 900 mil visitantes durante os 11 dias (o equivalente a nove vezes o tamanho da população local).


Com o slogan “A Festa do Brasil”, a 62ª Festa do Peão de Barretos contará com mais de 100 atrações musicais e com as principais competições do rodeio. O atual presidente Hussein Gemha Junior reconhece o tamanho da responsabilidade de comandar o maior evento do gênero na América Latina. “A Associação tem essa missão de valorizar a cultura sertaneja e consolidar cada vez mais o rodeio no país. São 62 anos de grandes histórias, onde buscamos a cada ano surpreender e escrever um novo capítulo da Festa”, afirmou Hussein.


Como parte das comemorações de aniversário da Associação Os Independentes, será inaugurado, neste sábado, às 12h, o Centro Odontológico "Dr. Luiz Agostinho da Silva Brandão", uma parceria com Unimed Odontologia, Centro Universitário UNIFEB e Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas – APCD. 

Veja também...